Viagem com Pug, Viagem aérea e Viagem de Carro

0

A questão de viajar com pugs é bem séria, principalmente se sua ideia for viajar de avião. Aqui vamos abranger as viagens de carro e aéreas.

Viagem aérea com Pug

Viajar com o pug de avião é uma missão e tanto, devido aos seus focinhos achatados (cão braquiocefálico), eles tendem a ter uma propensão GRANDE, de problemas respiratórios em viagens de avião. É necessário todo um check-up do nosso parceiro, mas ainda sim, é importante saber que, não são todas as companhias aéreas que permitem eu seu pug decole junto com você, ou até mesmo que não permite que a própria raça pug faça o vôo.

Se você conseguiu encontrar uma companhia aérea de confiança que transporte seu pug, é padrão saber algumas regras deles que você obrigatoriamente vai ter que cumprir:

  • Vacinas – as vacinas do pug precisam estar em dia, e de forma alguma pode estar doente;
  • Caixa de Transporte – está mesmo que está na foto abaixo, o pug vai ficar nela a viagem toda, então é importante que você compre ela em um tamanho maior para ele poder se mexer bem ali dentro e não acabar ficando estressado, também é importante qur você deixe a ela o mais confortável possível, se você puder inclusive compra-la com uma certa antecedência, e tentar coloca-lo ali para se adaptar, e acabar não estranhando o local na hora do vôo.

Bom
  • Declaração Veterinária – para advertir que está tudo certo com a saúde de seu pug.

Isso são padrões básicos, você deve ler as regras da companhia aérea e seguir a risco todas as normas, para evitar problemas futuros.

Viagem de Carro

Apesar de geralmente as viagens de carro serem mais curtas, exigem também um pouco de cuidado.

  • Tempo de duração – Se a sua viagem for muito longa, durma em alguma pousada ou hotel, evite ficar o tempo todo da viagem no carro, que isso pode deixa-lo estressado.
  • Brinquedos – leve brinquedos para distrair seu pug no percurso.
  • Pausas – se sua viagem durar mais de 40 minutos procure fazer pausas e nessas pausas leve o pug para dar uma volta, para se desestressar e fazer suas necessidades.
  • Sem petiscos – as chances de enjoo são altas e se você já viajou com seu pug e sabe como ele reage já peça antecipadamente orientação para seu veterinário.
  • Segurança– hoje temos um engate que você coloca na coleira que conecta com os cintos de segurança do carro, outra coisa importante é não deixar o vidro todo aberto para que o pug coloque a cabeça para fora.
  • Ventilação, deixe porém, circular bastante ar no carro, se estiver muito quente é bom que tenha um ar condicionado, pois o pug não lida muito bem com dias quentes.

Em viagens de carro, muitas pessoas costumam dar sedativos é importante lembrar que você fará isso apenas com a indicação de um veterinário.

Boa viagem!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.