Devo adestrar o Pug?

0

 

Devo adestrar o Pug?

Adestramento é um processo que, se você ter interesse é muito interessante e muito bom para o comportamento e evita possíveis séries de rebeldia no cãozinho, apesar do pug ser uma raça muito tranquila e fácil de lidar, não deixa de ser uma boa decisão a se tomar.

Adestrar um pug não vai ser uma missão tão difícil, mas ninguém falou que vai ser tão fácil assim, principalmente se você tomar essa decisão pouco “tarde”, isto é, quando o pug já estiver na fase adulta, com hábitos e costumes já formados.

Eu consigo adestrar meu pug sozinho?

Isso é uma coisa muito importante de saber, muitas pessoas pagam treinadores para adestrar seu cão, não que seja errado, isso funciona, mas é aconselhado que você mesmo se esforce para realizar este processo. Inclusive, se você mora com mais de uma pessoa, o ideal é que todos participem do adestramento, assim toda família terá total controle e autoridade sobre o pug, sem um ter mais e o outro menos.

Bom

Você não vai conseguir se escapar dos petiscos para agradar seu companheiro. Os pugs são muito inteligentes e adoráveis “mimar” eles nesse momento, tem extrema necessidade e relevância.

Os primeiros passos

Aprenda a falar- se você está começando o processo de adestramento gritando para seu pug sentar e dar a patinha, está fazendo errado, para adestrar você tem que falar firme, que é bem diferente de gritar, em tom normal e sério comece a ensinar os modos ao seu pug, tente soar firme, mas não agressivo para o pug não achar que você está bravo com ele e ele começar a se deprimir.

Quando adestrar?

A resposta é, quanto antes melhor, normalmente começam esse processo aos 2 meses de idade, que é um momento em que eles estão a todo gás para brincar, e ficam muito atentos aos detalhes, sem falar que eles não formaram costumes ainda.

Começo por onde?

Bom é necessário mais que um artigo para explicar na integra passo a passo para o adestramento, mas você pode ver vídeos de profissionais que dão excelentes dicas.

Mas aqui vai um começo: pegue na patinha do pug e segure, olhe para ele e fale “patinha”, o pug vai associar as palavras e movimentos, sempre que ele colocar a patinha na sua mão dê a ele um petisco. O mesmo você pode ir fazendo com outros modos que deseja que seu pug tenha, como sentar, ficar em pé, deitar, etc…

Vá repetindo esse processo até o pug entender que ele é recompensado com isso.

Cuidados

Por falar em recompensa, é muito importante sim o incentivo de petiscos para o adestramento, mas não esqueça de administrar um equilíbrio, não se esqueça que o pug é propenso a desenvolver obesidade.

Nada a perder

Se a ideia de adestrar passou pela sua cabeça, não a tire, afinal, você vai ver que será até divertido a conexão que você desenvolvera com o pug nesse processo. E não esqueça, o segredo é a paciência.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.