Cruzamento entre Pugs

0

Cruzamento entre Pugs / Pugs e Genética

Para explicar melhor como funciona o cruzamento entre pugs, é necessário um prévio conhecimento básico de genética. Não se desespere que não vamos começar a contar Aa rsrs. Mas vamos lá!

O pug 5 é filho dos pugs 4 e 3, que são filhos dos pugs 1 e 2, ou seja, avós do pug 5. Quando falamos em cruzamento, podemos comparar com aquela imagem da fita de DNA se cruzando, partes do macho e da fêmea se fundindo formando um DNA único. Mas não é só partes genéticas dos pais que vão para os filhos, a maior predominância são dos avós que vai para seus netos.

Ex: o casal de pugs avós (puros com pedigree) são: um marrom e outro branco.

Seu filhote é marrom. Este filhote acasala com um pug todo branco. Há 70% de chance de nascer filhotes marrons, 15% marrom e branco, e 10% todo branco. Está estatística é fictícia e somente analisada com a arvore genealógica da fêmea, nos cálculos devem apresentar também, a família do macho, ou seja, a cor do filhote 5 vai depender dos pais do pug 1 e 2. Devemos também por em conta que as cores fortes sempre predominarão as claras.

Mas a cor é o que menos importa, devemos ser atentos e atenciosos em alguns quesitos.

Bom

Uma pug precisa de ajuda na hora do parto, não basta você deixa-la parir sozinha, se você deixar sua pug cruzar com um cachorro de porte muito maior, com certeza as dificuldades serão maiores durante o parto, e também, vale apena ressaltar que, o cruzamento de pugs com portes maiores não são recomendados pois os mesmos podem machucar a pug.

Se você quer fazer um cruzamento puro, outra vez terá que apelar para a arvore genealógica, comece analisando dos avós dos pugs, mas se você conseguir analise inclusive seus antecedentes em até pelo menos 4 gerações.

Quando você for cruzar é importante que não deixe a fêmea 24 horas por dia com o macho, muito menos sozinhos, pode ocorrer, brigas e cansaço, sendo assim o recomendado é deixa-los “namorar” na parte da manhã e fim da tarde, até o fim do cio.

Em alguns casos a pug não consegue fecundar, quando os donos querem muito que ela engravide, poucos sabem, mas existe um processo de inseminação artificial para cadelinhas. Mas antes de tudo, inclusive antes de começar o cruzamento consulte um veterinário.

Afinal não queremos nossos amores correndo algum tipo de risco, seja ele qual tamanho seja, não é?

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.